segunda-feira, 12 de março de 2012

O fantástico mundo de Moz e prova de que a felicidade existiu

Chovia fino na cidade cinza. Às vezes aumentava a intensidade,depois voltava a diminuir . Aumentava também o sentimento de ansiedade. Não era um show. Era como ter um encontro com tudo  o que você já viveu em pouco mais de 30 anos. Com pontualidade britânica, Morrissey adentrou ao palco, quase que simultaneamente ao momento em que eu também pisava lá... E de repente, os olhos brilhavam, o coração batia forte, e eu sentia  a vida pulsar em cada palavra, cada gesto, cada canção...


Parecia sonho, e a catarse aconteceu quando cantor e público, que de fato é um dos mais apaixonados do mundo, cantaram  do fundo do âmago, do início ao fim, os versos da canção "everyday is like sunday"... Ah Morrissey, se todos os dias fossem como esse domingo, eles seriam sempre  assim, inenarráveis, inesquecíveis... Morrissey é capaz de transformar a tristeza e o drama, com canções carregadas de sentimento e dor, em algo bonito... algo como dizer " o amor é uma dor feliz". E o misto de  dor, felicidade, resultavam em lágrimas... "Please , please, please, let me..."  mostrou ao vivo toda sua potência corta pulso, já revelada  na época dos Smiths... e "there is a ligth that never goes out" foi o momento de você lembrar de quando era criança, e ouvia a fita k7 do seu irmão , e apertava a tecla de retroceder do rádio gravador para ouvi-la novamente...foi o momento de  se perguntar: é verdade ?  Sim, era...Agora estou em casa, revivendo cada instante, cada momento, cada lágrima, cada suor,cada cantar...eu pude fechar os olhos lacrimejantes e sentir o que é ser feliz.E fico com a certeza que aconteceu, e que estive um dia, mais próximo fisicamente, de quem faz parte da minha vida desde criança, com canções que se mesclam com minha própria existência. Obrigado Moz.

6 comentários:

  1. uma data para contar aos filhos e netos. Parabéns pelo momento amigo.

    ResponderExcluir
  2. Uau! Que bom que foi incrível sua experiência! E que tudo ficará carinhosamente sendo relembrado pra sempre Lu! o texto ficou magnífico! bjos

    ResponderExcluir
  3. valeu Dani, Lu e Jesus pelos comentários!

    ResponderExcluir

você ja bebeu seu café hoje?